Manifestação de Solidariedade com o Povo Palestiniano

 A CGTP-IN, que é uma das organizações promotoras da Manifestação que tem lugar em Lisboa, no Largo Camões, no dia 24 de Janeiro, às 15 horas, apela aos trabalhadores portugueses e ao movimento sindical, bem como a todos os cidadãos amantes da paz que participem nesta manifestação, expressando a sua activa solidariedade para com o povo palestiniano.


 

 

 

Comunicado de Imprensa n.º 006/09

Manifestação de solidariedade com o Povo Palestiniano

Sábado dia 24 às 15h00, Largo de Camões - Lisboa

A 27 de Dezembro de 2008, o governo de Israel desencadeou um brutal ataque sobre a população da Faixa de Gaza, que se traduziu num criminoso massacre, numa destruição e numa catástrofe humanitária sem precedentes. Mais de 1300 palestinianos foram mortos, entre os quais 417 crianças e 107 mulheres, para além de mais de 5.000 feridos.

Depois de tantos anos de terríveis carências, resultantes de um brutal bloqueio e embargo de mais de ano e meio, designadamente com mais de metade da população desempregada, a ofensiva transformou Gaza num local catastrófico, sem o mínimo de condições de vida para um milhão e meio de pessoas cercadas por Israel.

As agências internacionais estimam que os custos da reconstrução ultrapassem os 2 mil milhões de dólares. Num curto espaço de tempo as forças militares israelitas destruíram por completo mais de 5 mil casas, com 20 mil outras seriamente danificadas, tendo ainda arrasado 16 edifícios governamentais, 20 mesquitas e até escolas e edifícios das Nações Unidas.

Os bombardeamentos e a invasão constituem mais um descarado e dramático exemplo da política de terrorismo de Estado de Israel numa guerra desigual contra o povo da Palestina e contra o seu inalienável direito a construir o seu Estado independente e soberano em solo da Palestina, direito amplamente reconhecido pela Organização das Nações Unidas e pela comunidade internacional.

A actual situação de cessar-fogo é extremamente frágil, com os governantes israelitas a ameaçarem a qualquer momento com uma nova intervenção militar, permanecendo assim actual a possibilidade da reocupação de Gaza. O criminoso bloqueio ao território mantém-se, tal como permanece a ocupação da Palestina, a construção dos colonatos, o muro de separação e o autêntico genocídio do povo palestiniano.

É imperioso garantir uma paz duradoura na Palestina e em todo o Médio Oriente, que só terá lugar com o reconhecimento dos direitos nacionais do povo palestiniano, com o estabelecimento do Estado da Palestina nas fronteiras anteriores à guerra de ocupação de 1967, com capital em Jerusalém Leste.

É essencial reforçar, agora mais do que nunca, a solidariedade para com a população de Gaza, em particular, e para com todo o povo palestiniano na sua justa e heróica luta pela vida, pela liberdade e pela soberania.

A CGTP-IN, que é uma das organizações promotoras da Manifestação que tem lugar em Lisboa, no Largo Camões, no dia 24 de Janeiro, às 15 horas, apela aos trabalhadores portugueses e ao movimento sindical, bem como a todos os cidadãos amantes da paz que participem nesta manifestação, expressando a sua activa solidariedade para com o povo palestiniano.

Pelo Fim dos massacres do Povo Palestiniano

Pela investigação e punição dos responsáveis israelitas pelos crimes de guerra e contra a Humanidade

Pelo Fim ao Bloqueio a Gaza

Pelo Fim à Ocupação da Palestina

Por uma Paz Justa e duradoura no Médio Oriente

Lisboa, 22.01.2009

DIF/CGTP-IN

 

Interjovem

Inter-reformados

CIMH